Review: O Ritual (2011)

Não se engane com a foto de Anthony Hopkins no cartaz do filme sugerindo ser o ator principal. É apenas uma velha jogada de marketing para vender o filme. O protagonista mesmo é Colin O’Donoghue, que interpreta o cético seminarista Michael Kovak.

Devido ao seu perfil incrédulo, tanto em Deus quanto no diabo, Michael recebe a oportunidade realizar o curso de Exorcismo no Vaticano. Anthony Hopkins interpreta Padre Lucas, exorcista que auxiliará Michael em sua jornada de aprendizado nos ritos do exorcismo e na sua descoberta pela fé.

Alice Braga junta-se ao seminarista interpretando uma jornalista que busca respostas.

Este papo de busca pela fé e padre cético tem cara de clichê. Mas acho que filmes que trazem a igreja contra forças demoníacas não teriam a mesma graça se não houvesse este velho ingrediente do homem em dúvida sobre suas crenças.

Não lembro de ter visto alguém fazer diferente. Nem por isso o filme deixa de ser bom.

Anthony Hopkins, mesmo sem ser protagonista, tem prersença marcante durante a história, deixando Alice Braga em terceiro plano na trama. O Ritual não traz cenas de cabeças dando voltas ou vômito verde, na verdade faz até uma citação verbal sarcástica a respeito.

O filme garante sustos, mais pelo clima de suspense. Vale o ingresso!

Ir para o topo