Review: Lostprophets - The Betrayed

Para começar a seção de reviews de álbuns de música, nada mais interessante do que iniciar com uma das minhas bandas favoritas quando era mais novo, os galeses do Lostprophets que lançaram no inicio de 2010 seu quarto trabalho de estudio, intitulado "The Betrayed".

Mais do mesmo? É bom ou ruim?

Escutei várias vezes esse álbum para poder escrever esse review e sinceramente fiquei com um gostinho de que a banda poderia fazer algo diferente com seu rock do que uma espécie de formula musical que a banda vem seguindo desde o segundo álbum.

A banda prometeu mudanças e elas vieram, as letras estão bem mais maduras do que os álbuns antigos e até um pouco obscuras, mas a sonoridade permance a mesma do trabalho anterior, seguindo um padrão que chego arriscar que é muito parecido com o álbum anterior. E que padrão seria esse?

A formula seria uma música para dar introdução ao álbum "If It Wasn't for Hate, We'd Be Dead by Now", seguindo de uma música bastante explosiva e energética como "Dstryr/Dstryr" e fechando esse inicio com a single "It's Not the End of the World, But I Can See It from Here". Depois segue uma seção de clichês entre baladas, momentos de explosão, mais músicas bem singles pra vender o álbum e fechando com musicas mais amenas e viajantes.

Vídeo do terceiro single do The Betrayed - "For He's a Jolly Good Felon" [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=zjNRNeKqQqA]

Com toda certeza esperava mais da banda, escuto o som dos caras desde o primeiro álbum e vi o progresso do grupo como a melhoria no vocal do Ian, a guitarra bem mais trabalhada do Lee e os samples e berros do Jamie, mas ficou um gostinho de que poderia ser melhor.

Se você já conhecia a banda e gosta das músicas mais recentes, vai ter um prato cheio de sons interessantes, mas os fans mais antigos podem dar uma torcida de nariz depois de escutar um pouco do álbum. Apesar de tudo vale a pena conferir o trabalho dos rapazes, nem que seja para perceber que mais do mesmo pode ser muitas vezes ruim para o mundo músical.

As minhas favoritas do álbum: Darkest Blue, If It Wasn't for Hate, We'd Be Dead by Now, Streets of Nowhere e Dstryr/Dstryr.

Tracklist: The Betrayed (Lançamento - 13 de Janeiro de 2010)

1. "If It Wasn't for Hate, We'd Be Dead by Now" 2. "Dstryr/Dstryr" 3. "It's Not the End of the World, But I Can See It from Here" 4. "Where We Belong" 5. "Next Stop, Atro City" 6. "For He's a Jolly Good Felon" 7. "A Better Nothing" 8. "Streets of Nowhere" 9. "Dirty Little Heart" 10. "Darkest Blue" 11. "The Light That Shines Twice as Bright..."

Esse álbum vale somente 2 guitarras de recomendação.

Ir para o topo