Propagandeando: Vale tudo por uma ideia?

Publicitários são seres apaixonados por suas ideias. Acham que por elas vale qualquer sacrifício. Mas enquanto o sacrifício é se esforçar pela melhor ideia, perder noites em busca da melhor execução, tudo bem. O problema é quando a sua ideia invade o espaço de outras pessoas que “não querem colaborar”.

O caso mais recente desse tipo é um que envolve a trilha sonora de um comercial da Volkswagen criado pela DDB London. A música de fundo se parece muito com a música Take Care da banda Beach House. Parecer não seria um problema, se a própria agência não tivesse por meses assediado a banda para que eles deixassem que a música fosse usada no comercial. Em todas as tentativas e propostas, a resposta da banda foi um sonoro “não”.

Como a banda disse não, a agência contratou um estúdio e gravou uma música muito parecida que foi ao ar junto com o comercial. Não demorou e alguns fãs, e a banda, perceberam a “coincidência”.

Aqui vocês podem ver (e ouvir) o comercial como foi ao ar e logo depois está o vídeo com a música original do Beach House. Parecido ou não?

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=oeKuFs0KxO8]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=4ZxrIbTMJr4]

A banda disse que considera entrar com uma ação legal contra a Volkswagen e a DDB London, mas está preocupada com o valor que terá que gastar com isso. A agência e o estúdio que produziu a música não querem comentar o fato, já a montadora alemã diz que reconhece e respeita o talento da banda e que nunca pretendeu copiar ou replicar o estilo deles em coisa alguma.

E aí, quem tem razão: a banda que criou algo e inspirou uma ideia de uma agência (e por isso deve receber uma indenização pelo uso indevido de sua obra) ou a agência que se inspirou num trabalho e apenas o rearranjou de uma forma que pudesse ser usado?

Ir para o topo