Melhores de 2011 - Parte 3

Fala, galera, hoje a gente segue com o nosso especial dos melhores de 2011, especificamente a terceira parte. Depois que vocês descobriram na primeira parte quais foram os nossos filmes, séries e games preferidos do ano que passou, depois que vocês escolheram os melhores na segunda parte, agora é hora de descobrir qual foi o melhor álbum e o maior fail de 2011 para os membros do blog.

Diferente das outras partes, aqui não tem votação e sim a escolha pessoal nessas categorias, mas chega de enrolação e vamos fechar esse melhores de 2011 em grande estilo.

(@edlago)

Sem dúvida 2011 foi um grande ano para a música, ótimas bandas lançando álbuns sensacionais, músicas para todos os gostos e fazia tempo que não tinha um ano recheado de novidades de bandas que curto bastante. Mas, pra mim, o ano foi do Thursday e seu álbum "No Devolucion", Geoff e sua turma conseguiram mais uma vez brindar a gente com músicas de sonoridade fantásticas e letras sensacionais, muitas vezes tristes mas que colocam a pessoa para curtir e pensar bastante. Apesar da banda ter anunciando seu fim recentemente, sem dúvida eles terminaram em grande estilo com um dos melhores álbuns que já escutei na minha vida. Impossível não se emocionar com músicas como: "No Answers" e "A Gun In The First Act".

Menções honrosas: Justice - Audio, Video, Disco / Thrice - Major|Minor / Mastodon - The Hunter / Kasabian - Velociraptor / Blindside - With Shivering Hearts We Wait / I Am Giant - The Horrifying Truth.

(@raphaelbaldi)

Fazia tempo que não ouvia um álbum bom de soul. Depois da morte de Amy Winehouse fiquei um pouco receoso sobre quem poderia substituí-la. Voltei meus olhos - e ouvidos - para Adele e não me arrependi. A cantora ganhou dois Grammys em 2009 (Melhor "Novo" Artista e Melhor Vocal Pop Feminino) e chegou a ser comparada pela mídia à Amy. Em algumas reportagens publicadas na Inglaterra, no entanto, ela é descrita como uma cantora única que não pode ser comparada a outros. Sua voz (contralto) é perfeita para interpretar suas próprias composições. O primeiro álbum mostrava um pouco de imaturidade para criação que acabava contrastando com a maturidade de sua voz. O segundo álbum, no entanto, nos traz músicas mais concretas e menos "adolescentes". Adele foi, para mim, a grande revelação musical dos últimos anos.

Menções honrosas: Foo Fighters - Wasting Light / Blindside - With Shivering Hearts We Wait / Bastion OST / The Strokes - Angles / Radiohead - The Kings of Limbs.

(@smashrs)

Pra quem gosta de rock, até que o ano não decepcionou. Embora as paradas estejam recheadas de músicas pop descartáveis de artistas descartáveis, Foo Fighters emplacou nos primeiros lugares da Billboard com o seu Wasting Light feito numa garagem. Rock TRUE. Nos meios mais alternativos, um disco novo do Blindside depois de um hiato de 5 anos, e um baita disco! desses suecos que tocam um post-hardcore acessível. Fora isso, um espetacular disco novo do Mastodon, com peso, técnica e letras psicodélicas, com referências explícitas a Pink Floyd, The Hunter é bem mais acessível que os discos anteriores da banda. E, quase nos últimos momentos do ano, um disco novo do The Roots que está sensacional. Um disco conceitual, que conta a história de um traficante e suas desventuras, bem mais experimental que os anteriores, mas com uma musicalidade rara, mas que não é estranha aos fãs dessa que é uma das mais inspiradas e técnicas bandas de hip hop/soul/funk/etc. Foo Fighters - Wasting Light - rock de verdade, e execução ao vivo impecavel.

Mençoes honrosas: Blindside - With Shivering Hearts We Wait / Mastodon - The Hunter / The Roots - Undun.

(@lolamarcon)

Jay-Z & Kanye West - Watch The Throne.

(@drunklisa)

Foo Fighters - Wasting Light. Olha, galera, não acompanho muito os lançamentos, mas um álbum da minha banda preferida eu não podia perder. Sou suspeita pra falar, mas muita gente concorda comigo, então vocês vão ter que acreditar, hahaha! Enfim, a gente se vê no Lolla (sim, cuspir pra cima é meu talento especial).

(@rafa_garcia) Wasting Light - Foo Fighters e 21 - Adele.

(@monalina) Foo Fighters - Wasting Light. A trilha sonora perfeita pra isolar o som dos djs de busão, o bom e velho rock.

Menções honrosas: 21 - Adele / Sucker Punch OST.

(@joaogratao)

Foo Fighters - Wasting Light ( Nada a declarar, só a escutar).

Menções Honrosas: Chevelle - Hats of to the bull e Coldplay - Mylo Xyloto.

(@edlago)

E o bi-campeonato vai para: “Brasileiros destruindo as redes sociais desde sempre?!1!11.” Só que dessa vez no facebook.

(@raphaelbaldi)

Origin (serviço de download e venda de jogos da EA, criado para competir com o Steam). A tentativa da EA de direcionar seu público para outra plataforma foi o #EpicFail do ano. Custou milhões para ser desenvolvido e ainda enfrenta resistência. Muita gente ainda não comprou o Battlefield 3 por que ele não está disponível no Steam. Os fatores econômicos que talvez tenham motivado a troca (comissões para a Valve, por exemplo) não justificam a mudança. Para mim a EA agiu como uma “criança mimada e birrenta” que quer mostrar que também sabe o que está fazendo.

(@lolamarcon)

Claudjenha Milk no RIR e depois chamando os rockeiros de nazistas porque não gostam de axé... 5 dias depois Ivetão toca e todo mundo ~vibra~.

(@smashrs)

Seleçao brasileira e tudo que envolve a Copa de 2014 até agora...e o disco "Lulu" do Metallica com o Lou Reed.

(@drunklisa)

O politicamente correto tomando conta do Brasil e do mundo.

(@rafa_garcia)

Seleção Brasileira & Copa no Brasil, Disco do Lou Reed e Metallica e Festivais (Rock in Rio e SWU).

(@monalina)

Tragédia em Realengo e o falecimento de Steve Jobs. (Menções honrosas para o fim do R.E.M. e do White Stripes)

(@joaogratao)

Claudinha milk no rock in rio...........¬¬

(@toddybrinks)

Axé no ROCK in Rio

E assim a gente termina a terceira parte dos melhores de 2011 segundo a equipe do deixa. Amanhã a gente fecha esse nosso especial com o momento mais Epic Win de 2011 e as nossas expectativas para 2012. Fiquem ligados e não esqueçam de deixar seus comentários.

Ir para o topo